Clima

As características climáticas da região do Litoral Norte Gaúcho são determinantes sobre a lavoura de arroz irrigado e isto é fartamente comprovado na literatura existente.

A influência dos ventos, da luminosidade, da temperatura (um dos elementos climáticos de maior importância para o crescimento, desenvolvimento e produtividade da cultura do arroz) e da umidade, propicíam um ambiente onde o produto deste meio é diferenciado, apresentando alto rendimento de grãos inteiros, translucidez e vitricidade.

A cultura do arroz é extremamente sensível a grandes variações de temperatura. Esta região não apresenta grandes oscilações e se mantém na faixa considerada ótima (20 a 35 ºC) para seu desenvolvimento. Essa menor amplitude térmica e a temperatura amena propiciam a formação de grãos mais perfeitos, mais duros e, consequentemente, resistentes à formação de fissuras, refletindo no percentual de grãos inteiros e melhor aparência após o beneficiamento.

A maior aeração das inflorescências aliada às baixas oscilações de temperaturas, características da região, induzem à produção de um grão mais “transparente”. Isso ocorre porque estas condições permitem que a planta acumule mais amilose e proteína no grão. Isto tem muito mais relação com a condição ambiental do que com a herança genética da variedade. Portanto, apenas regiões que apresentem características climáticas como as do Litoral Norte Gaúcho poderiam produzir um grão com tais características. Segundo a literatura, temperaturas amenas e mais constantes durante a fertilização permitem um padrão de deposição de amido no endosperma determinado a formação de um grão mais vítreo, com menos fissuras, mais translúcido.

Entidade Associada